Jumpi’s Notepad

My annotations about the life, universe and everything!!! ;)

Posts Tagged ‘C++

Quinto Encontro de Programadores C/C++ Brasil

with one comment

Olá pessoas,

Após muito tempo ausente, resolvi atualizar esse blogue…

Bem… posso dizer que foi uma ausência significativa, afinal de contas, aconteceram diversas coisas que não me deixaram ter mais tempo para atualizar esse blogue…

Enfim… vamos deixar de “chorumelas” (será que e assim que escreve isso???) e vamos ao que interessa…

Ontem tive um dia bem divertido, ao lado de grandes amigos programadores de C e C++, sim… fui em um evento muito legal na Microsoft, onde só tinham caras muito bons e pessoas de altíssimo nível palestrando e nesse post irei fazer um pequeno resumo do que foi o nosso encontro.

Logo pela manha, tivemos a abertura com o Otavio Pecego da Microsoft que deu uma boa introdução sobre a sua experiência e seu contato inicial com C e C++ e foi ilustrando toda a sua caminhada com os livros que foram importantes na jornada… inclusive, ate peguei algumas sugestões como o livro do John Lakos e o livro do Plauger de STL que eu não conhecia, tenho o C Standard Library que gosto muito… 😀

Em seguida, foi a vez do Rodrigo Strauss, um velho conhecido da comunidade falar sobre as ferramentas utilizadas por ele para facilitar o processo de programação e detecção de problemas, ele comentou desde as ferramentas da sysinternals ate o windbg, tirando os problemas que ocorreram com o microfone (dizem que foi sabotagem dos programadores C#) a palestra foi muito produtiva, principalmente para o pessoal que era mais iniciante.

Depois tivemos uma verdadeira aula de Concepts com o Leandro, enfim, posso dizer que já havia tentado ler o livro do Alexandrescu e quando vi isso, fiquei meio aterrorizado, porem, como o tempo era curto, não deu para o palestrante demonstrar tudo o que sabia sobre o assunto, enfim, percebi que preciso ler e dar uma pesquisada melhor nisso.

Well… hora do almoço… e logo apos o mesmo, tivemos uma palestra bem diferente e interessante com o Felipe Almeida, que nos falou sobre Linguagens Embutidas em C++, confesso que a palestra foi bem interessante, porem, achei o exemplo meio que inusitado para a ferramenta especificada, mais enfim… e bom saber que existe esse tipo de coisa na boost…

Depois foi a vez do “meu irmão” a.k.a. Fabio Galuppo dar uma palestra sobre C++ Nativo no Windows Vista e Server 2008 e mostrar coisas bem legais como NTFS Transacional e Thread Pools… e claro, se tratando do nosso amigo Galuppo, não poderia terminar sem o interop de C++, porem, um assunto que muito me interessa e que ele tratou na palestra e que me fez correr atrás das palestras do Gamefest, afinal, já tinha guardado o link aqui e não tinha visto, foi o lance do PPL (Parallel Pattern Library) que e a nova lib de paralelismo que substitui a antiga TPL. Isso pareceu ser bem interessante… 😀

E para terminar o set de palestras com chave de ouro, foi a vez do nosso amigo e grande colaborador do grupo, Basílio Miranda falar sobre File Mapping no Windows em C++ e demonstrar exemplos interessantes sobre o assunto… 😀

Em seguida, foi a vez dos lighting talks onde o Andre e o Lamarão falaram sobre os seus respectivos projetos em conjunto com a comunidade, sendo que o foco principal foi a otimização da pixman pelo André e a convocação ao publico para trabalharmos em conjunto.

Logo após, houveram os sorteios e dessa vez quem levou a premiação de ajuda a comunidade foi o Pedro Lamarão que ganhou o livro autografado do Sutter

E apos isso, fomos ao bar para poder dialogar sobre o que mais gostamos e um fato curioso foi que pela primeira vez, apareceu uma garota na nossa ida ao bar… sim!!! Para mostrar que nessa comunidade também existem mulheres!!! Porem, o fato mais interessante foi que compareceram varias pessoas novas e as mulheres dessa vez estavam em um numero bem admirável no evento, espero que aumente ainda mais e que as mulheres realmente mostrem a sua forca e parem com esses bla-bla-bla e autopromoções… 😀

Enfim, que venha o próximo encontro… que vai ser o encontro de Embarcados…

See ya in the next event!!! 😀

Advertisements

Written by jumpi

October 6, 2008 at 12:01 am

Posted in Pessoal, Programming

Tagged with , , ,

Mais Fibonacci: Usando Memoize com map em C++

with one comment

Há alguns dias atrás, novamente em uma discussão em um dos coffeetime que normalmente ocorrem na empresa, que por sinal são muito produtivas, estávamos eu e mais dois amigos programadores discutindo sobre a técnica de tail recursion, que ajuda bastante na otimização de funções recursivas, porem, estava matutando e me lembrei que existe uma outra técnica, também muito utilizada, principalmente em programas que exigem recursividade e implementam Programação Dinâmica, que é a técnica do “Memoization”.

Mais, resumindo, o que seria esse tal de memoization??? como a própria palavra diz, memoize e um termo que deriva do latim memorandum, ou seja, relembrando, exatamente como essa técnica faz, ela armazena em cache as chamadas de função que são repetidas em varias vezes, economizando assim um tempo precioso no acesso dessas informações.

Exemplos clássicos de demonstração dessa técnica são as implementações recursivas de Fibonacci e calculo de fatorial, no nosso caso, iremos utilizar Fibonacci, por estarmos mais familiarizados com essa função nesse humilde blog.

Suponha, que temos uma implementação recursiva de Fibonacci:

int fib( int n )
{
   if ( n <2 )
     return 1;
   else
     return fib( n - 1 ) + fib( n - 2 );
}

Implementaremos o memoization nessa função, utilizando uma implementação com map da seguinte maneira:

std::map<int,int> resultado;
int fib( int n )
{
  if ( n == 0 || n == 1 )
    return 1;
  std::hash_map<int,int>::iterator it = resultado.find( n );
  if ( it != resultado.end() )
    return it.second;
  else
    return resultado[ n ] = fib( n -1 ) + fib( n - 2 );
}

Ou seja, na primeira vez que esse código for executado, por exemplo, para um fib(4), ele vai ter que calcular respectivamente o fib(2) e fib(3), porem, quando eu chamar um fib(5), como os resultados anteriores ja estarão armazenados no map e o valor será retornado sem nenhum calculo adicional, e com isso, teremos um bom ganho no tempo de execução.

Esse pode ser um recurso muito útil quando estamos lidando com algoritmos que lidam com recursividade, onde a programação dinâmica pode ser aplicada, como por exemplo, uma multiplicação de cadeia de matrizes, um alinhamento de sequência ou ate mesmo um algoritmo de otimização para busca em arvores binárias.

Written by jumpi

January 23, 2008 at 4:49 pm